Uso de celular pode dar cadeia na Coreia do Norte

O site do jornal britânico The Telegraph publicou recentemente uma notícia triste e assustadora: o governo norte-coreano irá considerar criminoso de guerra quem utilizar um telefone celular no país “e o punirá de acordo” durante os cem dias seguintes à morte do ditador Kim Jong-il, que faleceu em 17 de dezembro do ano passado, vítima de um ataque cardíaco.

Celular foi banido na Coreia do Norte

A medida visa evitar qualquer movimento que possa surgir contra o regime ou seu novo ditador, Kim Jong-un, filho de Kim Jong-il, que deve ter dificuldades para lidar com a longa estagnação econômica da Coreia do Norte e com a insatisfação crescente na população local – há relatos de que milhares de pessoas têm tentado cruzar as fronteiras para tentar vida nova fora do regime totalitarista.

Essa não é a primeira vez que a proibição de uso de celulares acontece. Em 2008, o governo chegou a confiscar telefones móveis no país também por medo de vazamento de informações e organização de movimentos de insurreição. Ainda não se sabe se o uso de celulares voltará a ser permitido após o período de cem dias.

Texto anterior

Próximo texto