O domínio de US$ 1 milhão

Quem já tentou registrar um site sabe como é frustrante descobrir que o nome tão desejado para o seu projeto já está sendo usado por alguém. Mas isso não foi problema para o empresário Alibek Issaev, de Dubai, nos Emirados Árabes. Dono da Dudu Communications, uma espécie de rede social dotada de ferramentas de tradução de idiomas que permite que seus usuários interajam em suas línguas nativas, ele aceitou pagar a bagatela de US$ 1 milhão apenas pelo domínio www.dudu.com, que já havia sido registrado por outra pessoa.

Empresário disse que endereço é fundamental para seus negócios

O vendedor – e felizardo – é um chinês que só descobriu que podia se tornar milionário após a Sedo, uma das principais corretoras de compra e venda de domínios do mundo, o procurou e especulou se ele estaria interessado em abrir mão do endereço. Após três meses de negociação, o final parece ter sido feliz para todos os envolvidos. Para Issaev, que acredita que o domínio será fundamental para sua estratégia de negócio – além de ter ganho uma enorme exposição de mídia por conta aquisição; para o chinês, que, pode-se apostar nem sonhava que tiraria a sorte grande alguns meses atrás e para a Sedo, que deve ter levado uma comissão polpuda.

O curioso dessa história toda é que esta não foi a maior transação efetuada pela Sedo nos últimos meses, já que, em 2011, ela intermediou a negociação da Gambling.com por nada menos que US$ 2,5 milhões. Só para ilustrar, é possível adquirir domínios livres por cerca de R$ 20. O difícil é acertar na escolha do nome.

Texto anterior

Próximo texto